Cálice

Etiquetas: Athame, Deusa, Útero da Grande Mãe, Deusa, Consagração, bússula

Instrumento utilizado para receber líquidos consagrados, representa o elemento água e a Deusa no altar.

É tradicionalmente uma taça de prata por ser associada com a lua, porém em alguns caminhos o material não é tão importante, sendo encontrada também em estanho, latão, cristal, chifres ou até mesmo de madeira. Ainda pode ser decorada de várias formas.

É associado às forças femininas do Universo: fertilidade, beleza, emoção, amor, compaixão, instinto e intuição.

Representando a água no altar, deve ser colocado ao oeste, para trazer harmonia e amor.

Na vertical, representa o útero aberto, na posição invertida, simboliza o nascimento e a realização.

Em conjunto com o athame, é utilizada no Grande Rito simbólico para representar o útero da Deusa e receber o vinho ou suco que será consagrado.

3 DICAS: Limpeza, Proteção e Reparo do seu Cálice!

1. (Limpeza): Para cálices de metal e vidro utilize materiais não abrasivos ou que possam causar arranhões, o ideal a lavar com água corrente e secar com pano. Para cálices de madeira e pedra utilize o lado macio de uma esponja para retirar resíduos de suas frestas e antes de guardar coloque-os um pouco no sol para garantir a retirada da umidade. Para cálices de vidro utilize água fervendo ou caso eles possuas detalhes que não possam ser imergidos use bicarbonato de sódio (de farmácia).

2. (Proteção): Evite manter líquidos por muito tempo em cálices de metal, madeira e pedra, do contrário, você diminui a vida útil do instrumento. Banho de óleo mineral nos cálices de metal e madeira é uma boa alternativa para manter o brilho e a resistência a umidade. Se você vai guardá-los por muito tempo coloque-os em uma caixa e embrulhe-os em pano preto para evitar o acumulo energético que poderá ser prejudicial no próximo uso.

3. (Reparo): Para retirar oxidações ou dar brilho nos cálices de metal utilize um lubrificante chamado WD-40, você encontra ele em qualquer loja de ferramentas e materiais de construção, por ser um composto químico, após seu uso reconsagre seu cálice para manter a estabilidade energética. Para cálices de madeira, lixe possíveis lascas e banhe o cálice em óleo. Fissuras muito grandes podem ser preenchidas com massa estilo durepox, e depois pintadas ou envernizadas. Cálices de pedra também podem ser lixados, mas em casos que quebra é preciso avaliar a extensão do dano, colar as partes nem sempre é viável. O mesmo vale para os cálices de vidro, a menos que seja um cálice muito antigo e com algum efeito emocional, não se recomenda a colagem ou uso de cálices trincados ou partidos.

Fonte: Família do Old Religion.

Confiram vários modelos em nossa Loja

Confiram nossos Cálices

Sem comentários

Você deve entrar para comentar.